Produção de Anidrido Ftálico

O Anidrido Ftálico é um importante produto utilizado na síntese de resinas e corantes.
Para a sua produção há dois métodos: a partir da oxidação de o-xileno ou a partir da oxidação
de naftaleno (este chamado de Processo de Gibbs), ambos em presença de catalisadores.
A produção desse produto pelo processo de Gibbs traz, entretanto, um sério problema: a reação é
muito exotérmica e tanto o naftaleno quanto um dos produtos intermediários da reação, a naftoquinona,
são inflamáveis. Em reatores de leito fixo podem ocorrer explosões devido ao calor liberado
pela reação e a presença desses compostos, já o controle de temperatura no leito não é
tão eficaz.

Em contrapartida, nos leitos fluidizados há um controle preciso da temperatura da reação.
A probabilidade de que haja um aumento súbito de temperatura é reduzida, pois as partículas de
catalisador suspensas no leito atuam como um meio de dispersão de calor

A temperatura na qual o processo ocorre é de 340 – 380 °C, controlada cautelosa-mente. O calor
liberado na reação é retirado por geração de vapor a uma pressão de 7-28 atm ( ~ 700000 - 2800000 Pascal)
na serpentina contida no leito. O catalisador utilizado é o pentóxido de vanádio (VO5)
e o tempo de contato é de 10-20s. A velocidade superficial do gás é mantida a 0,30-0,60 m/s.